pt

Implementando a matriz de responsabilidades da sua empresa para o sucesso do BI

maio 31, 2015

Somente ao identificar claramente a matriz de responsabilidades de sua empresa, o processo de tomada de decisões correto pode ser implementado para o êxito dos projetos de BI.
A maioria das pessoas pensa que, assim que o data warehouse e o ambiente de BI adequados forem implementados, você dispõe de todas as informações necessárias para tomar decisões corretas. Isto não é necessariamente verdade. E essa é a razão pela qual tantos projetos de BI são malsucedidos—de 70% a 80%, segundo o Gartner.

O apoio as decisões não se trata somente dos dados que você vê. É também um processo. E não é possível tomar uma decisão de Business Intelligence sem um processo adequado em funcionamento.

A resposta para os por quês

Como já falamos extensivamente na TARGIT, há um perigo oculto no Business Intelligence: a sobrecarga de informações. Com muitas fontes de dados, métricas e objetivos para monitorar em um único departamento, muitos designers de relatórios e análises colocam todas as informações em um único relatório excessivamente detalhado. Na maioria dos casos, essa quantidade de detalhes não é necessária.

Por outro lado, há o problema da pouca informação. Se você não tem dados suficientes para responder as perguntas por trás dos números, é certeza que o Business Intelligence não terá êxito. O resultados deste dois cenários é a baixa adoção dos usuários.

Na TARGIT, criamos um currículo inteiro composto por consultoria e recursos gratuitos para lhe mostrar como criar análises mais acionáveis que resultem numa maior adoção dos usuários—o primeiro passo da jornada rumo a se tornar uma organização baseada em dados. Para isto, é preciso ter um sólido entendimento do que chamamos de o Ciclo de Ação.

O Ciclo de Ação

Os Ciclos de Ação de uma empresa apoia a excelência operacional e levam ao data descovery e à ação em tempo real. Não é parte somente do nosso logotipo, é parte de nosso DNA.

Queremos ter certeza de que as pessoas não comprem o BI por causa da ferramenta, mas sim para que tenham a coragem para agir. E a coragem para agir vem da capacidade de entender que as informações precisam ser utlizadas.

O Ciclo de Ação é composto de quatro fases: Observação, Orientação, Decisão e Ação. Conhecido também como Ciclo OODA para estratégias militares e de negócio, o Ciclo de Ação é um representação do processo que as pessoas e as organizações utilizam para aprender, crescer e prosperar em ambientes em rápida mudança, e muitas vezes incertos.

Todos os tomadores de decisões de uma organização devem ter um entendimento completo de quais informações são necessárias em cada etapa do Ciclo de Ação que relaciona-se com a sua área de responsabilidade, garantindo que o projeto de Business Intelligence seja melhor desenvolvido para responder as questões de negócios mais importantes.

É importante levar em consideração quem precisará dos relatórios e análises que serão criados em cada Ciclo de Ação. O Business Intelligence não é único para todos. Na maioria dos casos, ele deve ser divido em diversas análises para diferentes usuários, para que estes possam absorver as informaçoes da melhor maneira possível. Chamamos estes usuários de Usuários de BI. Você pode saber mais sobre eles no E-book “Como garantir os mais altos índices de adoção do usuário em seu projeto de BI.”

Para saber o momento ideal para realizar uma mudança real e tomar decisões certas, é preciso garantir que as pessoas tenham as informações adequadas. Não levar em consideração os usuários de BI e os processos necessários, provavelmente resultará em um projeto de BI malsucedido.

Porém, processos de Business Intelligence bem-sucedidos não dependem somente de entender quem são estes usuários e a melhor forma com que estes absorvem os dados, mas qual é papel que desemepenham no escritório e por que eles precisam destes dados. Chamamos isto de Matriz de Responsabilidades.

A Matriz de Responsibilidades

O Ciclo OODA lhe diz o que você analisará. da criação de um projeto de BI é delimitar quem está visualizando estes dados. Ao olhar o Ciclo de Ação, é necessário considerar os quatro tipos de responsabilidade da Matriz de Responsabilidades. Estes são:
  • Realizador
  • Responsável
  • Controlador
  • Notificados

Vamos segregar estas responsabilidades com exemplos de uma empresa fictícia, que chamaremos de Sweet Cheeks Candy.

O Realizador é o usuário de BI que realizará a tarefa a ser atribuída a ele. Neste exemplo, o Responsável será o vendedor que participará de uma reunião com o cliente que foi identificado como um cliente que está realizando menos compras segundo o revelado pelos dados como o ideal.

Na Sweet Cheeks Candy, o Gerente de Vendas é normalmente o Responsável pelos resultados do departamento de Vendas. Ele precisa saber o desempenho geral da sua equipe. A ação realizada pelo vendedor de comparecer a reunição com o cliente afeta diretamente o Responsável.

Seguindo adiante, o Controlador precisa ter certeza de que a empresa está no caminho certo. A empresa está cumprindo as normas? Está no camino certo? Quais departamentos apresentam um bom desepenho e quais não? O Controlador normalmente reporta-se diretamente ao CEO ou outros membros da diretoria.

Em seguida, há os Notificados. Estas são as pessas dentro da empresa—os membros do C-suite ou da diretoria—que querem entender o que está acontecendo.

Abaixo está um exemplo da Matriz de Responsabilidades da Sweet Cheeks Candy:

responsibility matrix

Todas estas quatro responsabilidades são normalmente bem defindas em todos os departamentos, especialmente o Realizador, Responsável e o Controlador. Alguns funcionários podem ter múltiplas responsabilidades. Organizações flexíveis e de pequeno porte podem ter uma pessoa responsável por uma determinada região, que realiza as vendas e também precisa acompanhar o seu próprio desempenho. Em organizações de maior porte, estas responsabilidades podem ser atribuídas a pessoas diferentes com responsabilidades diferentes.

Mapear a Matriz de Responsabilidade em sua organização lhe dará uma boa visão geral sobre o tipo de informações nos diferentes Ciclos de Ação que uma determinada responsabilidade terá e qual o nível de informações necessário.


Juntamente com o Ciclo de Ação, estas informações são reunidas para o entendimento sobre como você pode criar análises melhores que apoiem os objetivos que organização tenta alcançar diariamente.

Para assistir a uma demonstração sobre como criar os Ciclos de Ação para as responsabilidades da sua organização, acesse: “O Ciclo de Ação: o guia para decisões de negócios e resultados melhores e mais rápidos.”


Share

We use cookies to improve your site experience, but they also provide us with information on your use of our website.
To find out more about the cookies we use and how to delete them, see our Privacy Policy. By continuing to browse the site, you are consenting to our use of cookies.

ok