pt

Dicas de Visualização de Dados para Iniciantes

abril 26, 2017

O conteúdo a seguir é de autoria de Niels Hundahl, Diretor de Desenvolvimento de Negócios, e de Jakob Olesen, Consultor de Análises de Negócios, da Kapacity Business Analytics, parceira TARGIT. O objetivo da Kapacity é unir as necessidades de tecnologia e negócios conforme as exigências do cliente. A empresa possui vasta experiência no trabalho com diversos projetos do mercado de data warehouse e de análises, do setor público ao varejo privado e muito mais. 

Ouvimos constantemente: as empresas estão se afogando em dados. Porém, implementar um sistema de BI e uma estratégia poderosa é somente o primeiro passo para tornar-se uma empresa verdadeiramente orientada a dados.

Naturalmente, acreditamos que um back-end de data warehouse sólido é fundamental para qualquer empresa que almeje tirar proveito de seus dados. Mas, concentrar-se somente em disponibilizar o back-end sem levar em consideração como entregar estes dados as pessoas que necessitam destes, isto não é BI. Você está vendo somente a ponta do iceberg do que pode ser realizado.

Como fazer com que a visualização de dados funcione

A visualização de dados é um divisor de águas para aqueles que costumam tomar decisões com base em planilhas em Excel ou relatórios desatualizados. Mesmo quando desenvolvemos uma solução de data warehouse completa e moderna com nossos clientes, os benefícios em potencial podem ser perdidos se a importância da visualização de dados não for compreendida e aceita pelo cliente ou pela nossa própria equipe de data warehouse/BI. É por este motivo que as visualizações de dados – criadas com os próprios dados das empresas – é uma das primeiras coisas que mostramos para aqueles que estão avaliando as mudanças que o BI pode proporcionar as suas organizações. 

Departamentos como Vendas, Marketing, e Produção não necessariamente precisam ou querem mexer com o mecanismo de back-end que está por trás de suas análises. Eles querem saber se podem obter a informação que precisam para gerenciar as áreas pelas quais são responsáveis. E querem ser capazes de tomar decisões com uma ideia sólida do que está por vir.

Com uma solução de BI em funcionamento, nossa dica é primeiramente identificar o que medir e como melhor adaptar as análises importantes para aqueles que precisam destas. Para iniciar esta conversa, geralmente pedimos aos nossos clientes alguns dados de amostra e, em seguida, iniciamos a visualização e o esboço do projeto. Esta abordagem promove a criatividade e faz com que as ideias não expressas pelos participantes tornem-se concretas.

A TARGIT criou um guia para ajudar as empresas a entenderem como identificar quais KPIs são os mais importantes: As Métricas que Importam. E como identificar e melhor compreender os diversos tipos de público e como atendê-los com o BI: Como Garantir as Mais Altas Taxas de Adoção do Usuário em seu Projeto de BI.

Dicas de Visualização de Dados para Iniciantes em BI

1. Menos é Mais

Você tem oito segundos para transmitir a mensagem em um dashboard antes de perder a atenção. Portanto, é necessário que o dashboard seja claro, conciso e não contenha gráficos e objetos demais. Espaços em branco são bem-vindos. Concentre-se no que é mais importante e oriente o usuário através do dashboard.

data visualization tips

Os visuais devem ser intuitivos, de forma que inspirem o usuário a clicar para obter informações mais detalhadas. A utilização de ícones para a exibição de dados pode ser realizada para fazer com que o usuário esteja ciente de outras possibilidades de detalhamento ou novos níveis de detalhes. Utilize operações forçadas como "Selecionar geografia", "escolher loja", "selecionar vendedor", ou "selecionar produto" para ajudar os Consumidores de Informações a compreender de maneira imediata onde eles devem concentrar seus esforços para obter informações mais detalhadas.

data visualization tips

2. Examine as Cores Cuidadosamente

As cores estão intimamente ligadas à emoção humana e as cores primárias em especial, têm correlações diretas com avisos positivos, negativos ou neutros. É mais eficiente utilizar somente um indicador como alerta—por exemplo, um ponto colorido—e nenhum indicador se as estão forem as esperadas. Não cruze os sinais. E não sobrecarregue o dashboard com todas as cores do arco-íris. Uma cor em diferentes níveis de gradação pode ser suficiente para transmitir a mensagem de maneira clara. Faça o uso das cores para manter o foco do usuário no ponto desejado da análise.

data visualization tips for beginners

3. Consistência em todas as Plataformas

O website e outras plataformas internas são representações importantes da sua marca. Os dashboards também devem ser. Certifique-se de que haja uma uniformidade e familiaridade entre eles. Utilize o logo, as cores da marca, estilos de fonte, etc, do seu guia de design, se houver um. É uma excelente ideia envolver o departamento de Marketing na elaboração dos primeiros dashboards e análises – consistência e promoção da marca é a especialidade deles.
data visualization tips
 

4. Página inicial comum

Nossa experiência nos ensinou que uma excelente experiência do usuário começa com uma Página Inicial comum em sua plataforma de análises. Uma boa página inicial apresenta a solução em toda a organização como ponto de acesso único. Ela também aborda diferentes grupos de usuário e destaca maneiras de encontrar ou exibir os dados que são relevantes aos usuários ou áreas de negócios.

A versão mais recente do TARGIT Decision Suite incorporou uma tela inicial que aparece assim que a solução é aberta. Esta tela fornece ao usuário o acesso aos documentos, recursos, vídeos de Dicas & Truques mais recentes do TARGIT diretamente no produto. Esta tela pode ser personalizada para exibir os documentos de sua própria empresa ou conceder acesso ao portal.

splash

Siga estas quatro regras ao elaborar o design de seus dashboards para aumentar a eficácia de suas análises. Isto não é tudo, mas é um ótimo ponto de partida para aqueles que são novos na área de visualização de dados e para aqueles que buscam aumentar a adoção do BI em toda a empresa. Para mais dicas e truques, confira os recursos adicionais abaixo: 



Share
BI Trends