pt

Apenas o cérebro pode interpretar Big Data

setembro 24, 2012
No futuro, o Business Intelligence vai se tornar ainda mais dependente da sinergia entre homem e computador. Esta é a opinião do CTO da TARGIT, Morten Middelfart.

"Indo de uma época em que você analisou dados que possuía ou que estavam no seu controle, você vai, no futuro, olhar ainda mais para dados que estão além de seu controle. Por exemplo, os dados que vem a você através da Internet", explica o CTO referindo-se ao conceito de Big Data.

Big data fica maior
Big Data refere-se às ferramentas especiais e processos que nós implementamos a fim de segurar e fazer uso de grandes quantidades de dados, mas os limites são constantemente empurrados conforme a quantidade de dados cresce.

O renomado instituto de análise, Forrester, define Big Data como "técnicas e tecnologias as quais vão fazer a manipulação de dados em um grau extremo obtido financeiramente". Ao mesmo tempo, a Forrester diz que “Big Data não é como suas tradicionais ferramentas de BI, irá adotar novos processos e irá redefinir totalmente a sua abordagem para governança de dados”.

"Hoje, os usuários de Business Intelligence conhecem muito bem os BI tradicionais. Não se trata da qualidade dos dados, já que este não é mais um problema", diz Morten Middelfart. "Big Data requer uma abordagem totalmente diferente. Uma abordagem que tem como ponto de partida a filosofia de produto que a TARGIT está implantando no desenvolvimento de nosso software de BI, a sinergia entre homem e computador", diz ele, e continua:" o cérebro é fenomenal quando se trata de compreender e interpretar padrões, mas só pode acomodar e lidar com pequenas quantidades de dados. Por outro lado, um computador pode manipular e apresentar grandes quantidades de dados. Especialmente, no que diz respeito ao Big Data, sendo raramente capaz de obter uma visão completa de todos os dados, o fator humano é extremamente importante. Portanto, como um ser humano, você precisa usar o seu bom senso para avaliar quais os dados fornecidos são importantes no momento e relacionar com a qualidade dos dados fornecidos e as informações que eles trazem ".

Quando se fala de Big Data, Morten Middelfart refere-se a todos os tipos de dados. "A Internet está cheia de Big Data não estruturados, enquanto, ao mesmo tempo, os computadores que enviam automaticamente localizações GPS fornecem Big Data, mas de uma forma estruturada. Decisões de gestão baseados em Big Data se refere à lidar com um fluxo enorme de dados rapidamente. E isso vai desafiar tanto o cérebro quanto o computador de uma forma totalmente nova ".

Business Intelligence é sobre gestão
Após a implementação de uma ferramenta de Business Intelligence, os computadores podem ajudar os funcionários ter uma visão geral do desempenho da organização. O mais importante, do ponto de vista de sinergia, é que o computador é capaz de notificar os empregados sobre os desafios, problemas e oportunidades potenciais. Cabe então a cada empregado decidir como usar essas notificações. A idéia é que o computador monitore os dados mais triviais - deixando-nos a usar nossas capacidades humanas em situações em que a interpretação e as decisões são mais complexas.

"O nosso produto contém agentes que são capazes de controlar os diferentes tipos de dados. Desta forma, o software monitora as operações da organização, permitindo aos funcionários mais tempo para se concentrar em conduzir a organização na direção certa", o CTO da TARGIT explica. "Isso também significa que os funcionários terão mais tempo para se concentrar em Big Data, que são essencialmente dados além do alcance de sua empresa e de controle. Esta é a razão pela qual, trazendo outras técnicas para ser capaz de utilizar Big Data para fins comerciais desempenha um papel importante. Você precisa dinamicamente relacionar com fragmentos, tendências e qualidade de informações para obter o conhecimento do comportamento que está além do controle de sua organização".

De acordo com Morten Middelfart, Big Data é realmente uma mentalidade de gestão, em vez de uma tecnologia. "Você raramente é capaz de ter o controle de todos os dados ou para analisá-los inteiramente. Como líder, você precisa fazer algumas escolhas de manter o foco no que é importante para você na gama do Big Data. Portanto, a sinergia entre homem e computador se torna ainda mais importante para o nosso futuro sucesso ", conclui o CTO.


BARC 2016


BARC report