pt

Como criar arquivos SVG personalizados para melhorar os dashboards de BI

novembro 09, 2016

A versão mais recente do TARGIT está cheia de recursos de visualização de dados melhores. Quando desenvolvemos esta atualização, queríamos que os usuários de BI fossem capazes de deixar fluir a sua criatividade como nunca antes ao contar a história dos seus dados. Os usuários não estão mais presos aos gráficos de barras e gráficos de pizza. Agora, eles podem exibir mapas abrangentes, todo o chão de fábrica, imagens de caminhões ou animais, e praticamente qualquer imagem relacionada ao negócio. Os únicos limites para a exibição dos dados são a imaginação do usuário.

Estas imagens personalizáveis mencionadas acima são os Scalable Vector Graphics, conhecidos também como arquivos SVG. Estes arquivos são o que você vê ao abrir ou criar nova análise na versão mais recente do TARGIT usando um dos dois novos tipos de objeto: gráfico de mapa de área ou gráfico de imagem.

Categorizar um gráfico como "escalável" significa simplesmente que você pode ampliar qualquer nível de detalhe sem distorcer a imagem. O mesmo não se aplica aos gráficos de bitmap padrão,  que rapidamente tornam-se pixelados e distorcidos à medida que você os amplia.

Além disso, os arquivos SVG permitem identificar áreas individuais, objetos ou caminhos dentro dos gráficos. Isto é o que permite que você utilize os agentes de cor para preencher áreas inteiras do mapa ou imagem. As áreas podem ser qualquer coisa em um mapa, desde países, estados e municípios; a lojas individuais dentro do layout de um shopping center; as partes do corpo em uma imagem do corpo humano. As possibilidades são tão infinitas quanto a sua criatividade e necessidades.

Ao projetar o TARGIT Decision Suite 2017 pensamos que os mapas seriam algo útil para as empresas, por isso a nova versão vem com um número de mapas SVG geográficos para uso imediato. Se você quiser mais variedade, é fácil adicionar suas próprias imagens SVG - sejam aquelas que você fez o download ou aquelas que você criou.

Como criar o seu próprio arquivo SVG

Para criar o seu próprio arquivo SVG, é necessário ter uma ferramenta gráfica capaz de criar arquivos do tipo SVG. Muitas ferramentas profissionais—como o Adobe Illustrator e CorelDRAW—irão realizar o trabalho, mas também pode valer a pena examinar as muitas ferramentas gratuitas disponíveis na internet. Pessoalmente, eu estou usando o Inkscape, que é gratuito e open source e está disponível em https://inkscape.org.
Independente da sua ferramenta favorita, aqui estão os passos que você deve seguir para criar os seus próprios arquivos SVG:
  1. Obtenha um gráfico de bitmap adequado que você possa usar como um modelo para o seu arquivo SVG. Quanto mais explícitas forem as bordas da área, melhor. O download deste arquivo pode ser realizado da Internet ou, caso se trate de uma imagem interna, pode ser obtida através do seu departamento de Marketing.
  2. Defina as bordas da área como marcas no arquivo SVG. Pense nisso como se você estivesse colocando um papel semitransparente em cima de uma foto e, em seguida, usando um lápis para desenhar os contornos do rosto. Esta parte pode ser feita como um processo a mão livre, ou como um procedimento semiautomático, dependendo da qualidade da imagem original e os recursos da ferramenta gráfica.
  3. Limpe a imagem. Normalmente, independente do quão cuidadoso(a) você seja, haverá partes da imagem que precisarão ser removidas ou corrigidas.
  4. Com as bordas bem definidas em torno de suas áreas, agora você pode preenchê-las com uma cor de preenchimento padrão. Estas áreas preenchidas são também as que irão servir como caminhos no arquivo SVG. Quando o TARGIT mapeia os membros de dimensão para mapas SVG, são na verdade estes caminhos que são mapeados.
  5. Neste ponto, você deve excluir as bordas que você criou no passo 2. O único objetivo das bordas era criar as áreas/caminhos preenchidos.
  6. Por fim, na ferramenta gráfica, forneça para cada caminho um ID identificável. Estes IDs são os nomes das áreas que você verá ao iniciar o mapeamento de uma dimensão com uma imagem SVG.
  7. Assim que o arquivo SVG for salvo, você pode abrir o cliente TARGIT para adicioná-lo à lista de imagens SVG disponíveis. Será necessário realizar um pequeno mapeamento, mas no geral, é só isso.

Agora, divirta-se criando as suas novas imagens SVG. Há alguma cuja qual vocês esteja particularmente orgulhoso(a) e gostaria de compartilhar? Adoraríamos ver no que você está trabalhando! Envie-as para mim no email od@targit.com.


Share
BI Trends